Perigos das Varizes não Tratadas. Diante de diversas especificações, as varizes vão além de questões estéticas ou realizar a intervenção somente porque alguém recomendou, seja profissional ou não, sem de fato compreender os Perigos associados às não Tratadas.

Ou seja, além de apresentar os sintomas característicos desse tipo de condição venosa, a pessoa pode observar complicações provocadas pela falta de tratamento adequado das varizes.

Perigos das Varizes não Tratadas

Dor, sensação de inchaço e peso nas pernas, veias roxas e tortuosas, dormência, coceira localizada, cãimbras e alteração na coloração cutânea são alguns sintomas que, quando estão associados às varizes e são ignorados, podem resultar em alguns perigos.

Logo, seja por falta de diagnóstico ou opção, as varizes tendem a causar complicações graves ao não serem devidamente tratadas.

Complicações Cutâneas

Sendo um dos sintomas característicos das varizes, as alterações cutâneas, como eczema, pigmentação irregular e úlceras venosas, são um dos perigos das varizes não tratadas e ainda apresentam difícil cicatrização.

Desconforto

Dor e desconforto são sinais que agravam de forma contínua e progressiva diante desse cenário.

Eczema

Sinta suas Pernas Leves Novamente.
Agende uma Consulta com o Especialista Vascular.

Na região em que as varizes aparecem pode haver o desenvolvimento de eczema venoso, que é caracterizado pela inflamação após acúmulo de fluido, com possibilidade de surgir juntamente com coceira, feridas e descoloração dos tornozelos, por exemplo.

Flebite

Ocorre quando o sangue parado provoca o surgimento de inflamação e irritação da parede do vaso, resultando em dor, edema e vermelhidão.

Hiperpigmentação

Ocorre na região das veias acometidas como resultado de acúmulo de sangue nas varizes, podendo resultar em manchas escurecidas.

Inchaço

As pessoas podem sentir inchaço no(s) membro(s) afetado(s), que tende a resultar em dor, peso nas pernas e alteração cutânea, por exemplo, principalmente no final do dia, em que o acúmulo e a gravidade interferem negativamente no processo de controle desse tipo de sinal.

Lipodermatoesclerose

Classificada como um estágio avançado de IVC (insuficiência venosa crônica), se trata de alterações cutâneas em nível II, tendendo a gerar endurecimento e descoloração cutânea das veias afetadas.

Sangramento

Acontece quando as varizes dilatadas se rompem.

Tromboflebite

Caracterizada pela formação de coágulo em uma veia inflamada localizada próxima à superfície cutânea, pode surgir acompanhada de dor, inchaço e vermelhidão, assim como chega a causar TVP (trombose venosa profunda) quando se desloca para as veias profundas.

Trombose Venosa Profunda

Além da possibilidade anterior, a TVP pode surgir por outras razões, do mesmo modo que também tem chances de evoluir para um quadro de EP (embolia pulmonar), que acontece após se moverem até os pulmões.

Esses e outros perigos podem ser evitados ao observar indícios como cansaço e vermelhidão nos membros inferiores, inchaço, formigamento e dor, por exemplo, e se consultar com a médica especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular, que após análise clínica e de imagens, e o que mais necessitar, está apta a confirmar cada diagnóstico e indicar as melhores opções de tratamento e cuidados disponíveis, que devem ser iniciados o quanto antes.

Sendo assim, normalmente, pode recomendar, de acordo com cada rotina e realidade do paciente, escleroterapia, laser ou procedimentos cirúrgicos, que somados às orientações médicas gerais, têm chance de reduzir os riscos do surgimento de tais perigos e de outras condições vasculares associadas.

Mais informações sobre este assunto na Internet:
Sinta suas Pernas Leves Novamente.
Agende uma Consulta com o Especialista Vascular.