Se você olhar para as suas pernas e identificar regiões em alto relevo, podemos estar lidando com as chamadas varizes de grosso calibre. A condição pode desencadear dores, sensação de peso nas pernas, formigamento, queimação e até o aparecimento de úlceras.

Por serem mais desagradáveis de olhar do que aquelas varizes de fino calibre, muitas pessoas acreditam que seu tratamento é impossível e muitas vezes nem buscam ajuda médica. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre como tratar varizes de grosso calibre.

O Que São Varizes

Varizes podem ser descritas como veias tortuosas e dilatadas, originadas devido a alta pressão sanguínea exercida dentro dos vasos. Apesar de afetar qualquer veia superficial, a condição ocorre com mais frequência nos membros inferiores, atingindo principalmente as coxas, tornozelos e pés.

Cerca de 25% da população feminina e 15% da masculina apresentam algum nível de problema nas veias, ou seja, podem estar convivendo com as varizes desde o grau 1 conhecida por “pequenos vasinhos” até as de grau 6, conhecidas como úlceras varicosas, que podem colocar a qualidade de vida do paciente em risco.

Por termos diversas veias ao longo do organismo, podemos identificar diferentes tipos de varizes, cada uma com suas particularidades. Dessa forma, uma pessoa pode ter mais de um tipo de variz ao mesmo tempo.

Varizes de Grosso Calibre

Para serem consideradas como de grosso calibre, as varizes devem ter em torno de meio a um centímetro de espessura. A condição costuma provocar desde inchaço e pequenas hemorragias (de aspecto amarronzado) até o surgimento de feridas.

Pacientes com esse tipo de varizes podem se queixar de sensações constantes de peso e cansaço nas pernas que só melhora após repouso com as pernas levantadas.

Como Tratar Varizes de Grosso Calibre

É essencial buscar um profissional especializado e experiente para obter o melhor diagnóstico. Antes do tratamento, seu médico vascular de confiança deverá avaliar a progressão da insuficiência venosa que origina as varizes, bem como seu estado clínico geral.

Quanto antes o paciente buscar ajuda médica, melhores serão as chances de tratar aquelas varizes mais saltadas. Os principais métodos utilizados atualmente são procedimentos cirúrgicos convencionais ou a laser, além da escleroterapia, uso de medicamentos flebotônicos e meias de compressão juntamente com a mudança de maus hábitos para evitar o surgimento ou evolução da condição em outras áreas.

É importante ressaltar que qualquer tipo de tratamento deve ser indicado e acompanhado por um médico. A automedicação ou utilização de recursos sem o devido encaminhamento pode piorar a condição primária e até mesmo colocar sua saúde em risco.

Para mais informações sobre as varizes, clique aqui.

Mais Informações sobre este assunto na Internet: