Ablação Endovenosa a Laser é considerada uma das opções para pacientes que desejam ou necessitam, após se consultar com uma médica especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular, realizar o Tratamento de Varizes.

Conceito de Ablação Endovenosa a Laser

Caracterizada por ser uma alternativa ao procedimento cirúrgico convencional que funciona por meio do calor de um laser, o seu objetivo é proporcionar a redução das veias varicosas, que são inchadas e salientes, e popularmente encontradas nas panturrilhas e coxas, principalmente, se estiverem doloridas ou vermelhas, e inflamadas.

Por causa do feixe de radiação em formato de luz, provoca o fechamento e encolhimento da veia danificada, e, consequentemente, causa um tecido cicatricial no interior do vaso, fazendo com que a veia seja selada e o sangue flua naturalmente pelas veias próximas.

Além disso, se trata de um tratamento eficaz, seguro e minimamente invasivo, com menos dor, uma recuperação mais rápida e menor risco de complicações em relação às demais opções quando o assunto são as varizes.

Possíveis Riscos

Assim como acontece quando o assunto envolve uma intervenção médica, ao optar pela ablação endovenosa a laser, a médica especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular busca sanar diversas dúvidas e apresentar as possibilidades relacionadas ao tratamento, como as de riscos associados, tais como:

  • Alteração na coloração cutânea na região tratada;
  • Coágulos sanguíneos;
  • Danos nos nervos;
  • Dor prolongada na veia;
  • Hematomas;
  • Inchaço;
  • Infecção;
  • Queimaduras;
  • Sangramento;
  • Vermelhidão.

Realização do Procedimento

A ablação endovenosa a laser é um procedimento que pode ser realizado, em cerca de uma hora, em consultório médico. E para isso, o paciente deve comparecer conforme as orientações prévias, como trajar uma roupa confortável, por exemplo.

Recupere a Saúde das suas Pernas!
Agende uma Consulta Vascular Hoje.

Após se deitar na mesa de exame, é orientado a colocar os óculos especiais voltados para proteger os olhos da luz do laser. E, em seguida, recebe uma anestesia localizada na região a ser tratada.

E com o auxílio de um aparelho ultrassom Doppler, basicamente, o procedimento é iniciado com um pequeno corte na pele para inserir o cateter de radiofrequência a ser guiado até a veia danificada ou a fibra a laser é posicionada e aquece a extensão, fechando-a.

Cuidados Necessários

Depois de receber um curativo no local da pequena incisão, o paciente tende a ser liberado no mesmo dia e a médica reforça as orientações de caminhar por um período de 30 a 60 minutos. Além disso, avisa que é possível observar a presença de alguns hematomas que podem desaparecer em, aproximadamente, duas semanas.

Em casa, alguns cuidados gerais tendem a ser necessários, tais como:

  • Caminhar, no mínimo, três vezes ao dia, por 10 a 20 minutos;
  • Elevar as pernas, especialmente, no final do dia;
  • Evitar permanecer por um longo período de tempo na mesma posição;
  • Fazer compressa de gelo localizada, por 15 minutos, o que ajuda a reduzir o inchaço;
  • Manter-se ativo, mas evitar esforços por, em média, duas semanas;
  • Medicar-se de acordo com a recomendação médica;
  • Não molhar o local por 48 horas ou até a remoção do(s) curativo(s);
  • Usar meias de compressão conforme a orientação recebida, evitando a formação de coágulos e prevenindo o inchaço nos membros inferiores;
  • Verificar a região tratada.

Em casos de infecção localizada, com sinais de calor, vermelhidão ou vazamento de fluidos do corte, inchaço novo ou agravado, e dor impedindo as atividades cotidianas, o recomendado é procurar a sua médica especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular de confiança, e seguir as suas orientações, como retornar conforme a periodicidade apontada.

Mais informações sobre este assunto na Internet:
Pernas Inchadas?
Agende uma Avaliação Vascular e Redefina seu Conforto.