Aplicação para Varizes. Com os avanços da medicina, muitas condições possuem mais de uma forma de tratamento. Com as varizes não poderia ser diferente, atualmente um método moderno e altamente confiável tem sido usado por médicos vasculares para tratar a condição dentro dos consultórios.

Muitas vezes sinônimo de dor física ou incômodo estético, as varizes são vasos dilatados que afetam principalmente a região das coxas, tornozelos e pés. Algumas pessoas com a condição mal sabem que ela pode e deve ser tratada. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre a aplicação para varizes, como ela funciona e como esse tipo de tratamento pode ser benéfico para a saúde.

As Varizes

Varizes nada mais são do que veias dilatadas ou nodosas que surgem principalmente na região dos membros inferiores com foco nas coxas, tornozelos e pés.

Além de muitas vezes terem uma aparência que incomoda as pessoas, alguns quadros podem ir muito além disso, causando sérios problemas de saúde como dores, inchaços e o surgimento de úlceras.

Aplicação para Varizes

A aplicação para varizes é um procedimento médico ambulatorial também conhecido como escleroterapia, que serve tanto para o tratamento de varizes e microvarizes como para vasinhos com aparência de teias de aranha considerados mais superficiais.

Esse procedimento pode ser feito por meio de espuma e substâncias esclerosantes que são injetadas diretamente na veia afetada para assim controlar os sintomas e restabelecer o redirecionamento do fluxo sanguíneo na região.

Como Funciona

Por ser um procedimento minimamente invasivo, a aplicação para varizes é realizada dentro do consultório médico. Com o auxílio de uma seringa munida de uma agulha de calibre fino, o profissional injetará uma substância diretamente no vaso afetado, fazendo com que a circulação sanguínea seja redirecionada para vasos saudáveis. Os resultados podem ser observados ainda durante a realização.

  • Escleroterapia convencional – Neste procedimento, glicose ou outras substâncias esclerosantes são injetadas nas veias para promover a eliminação ou diminuição dessas veias.
  • Crioescleroterapia – O procedimento utiliza um líquido resfriado a -40ºC. Com isso, além da ação esclerosante, há uma compensação térmica que melhora ainda mais o resultado do procedimento.
    Escleroterapia com aplicação de espuma – Assim como na técnica convencional, a escleroterapia com espuma utiliza uma injeção com diversos líquidos esclerosantes. No entanto, para este procedimento, os líquidos são agitados e formam uma espuma que deve ser injetada em diferentes quantidades de acordo com o calibre das varizes que serão tratadas.

Quando É Indicado

Após o diagnóstico de varizes, seu médico vascular de confiança deverá revisar todo o seu histórico médico e realizar um exame físico para, aí sim, começar a discutir as possibilidades da utilização do procedimento da escleroterapia para tratar as varizes. Informe seu médico, caso:

  • Esteja grávida. É recomendado esperar até o parto para realizar o procedimento;
  • Tenha qualquer condição médica, como doença cardíaca, câncer preexistente ou distúrbio de coagulação;
  • Tenha qualquer prescrição ou medicamento que você esteja tomando, bem como os suplementos;
  • Você fume ou tome anticoncepcionais orais que podem aumentar o risco de coágulos sanguíneos;
  • Tenha alguma alergia.

Como em qualquer tratamento, podem existir alguns riscos associados à aplicação para varizes, tais como:

  • Surgimento de hematomas;
  • Áreas vermelhas e pequenas feridas na pele;
  • Pele escura na forma de linhas ou manchas;
  • Vários pequenos vasos sanguíneos vermelhos.

A maioria das atividades podem ser retomadas normalmente logo após a realização do procedimento. Para mais informações, converse com seu médico vascular.

Mais Informações sobre este assunto na Internet: