Após ter um quadro de TVP (trombose venosa profunda), em que há formação de coágulo sanguíneo em uma veia distante da superfície cutânea, o paciente precisa se atentar a alguns cuidados específicos que são apontados pela médica especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular.

O que Pode ou Não Fazer Após Trombose

Ao observar dor, inchaço, calor, formigamento e vermelhidão localizados, a consulta com uma médica especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular se faz necessária para os devidos diagnóstico e tratamento da trombose, que, apesar de depender de uma análise individual, costuma incluir o uso de meias de compressão e anticoagulantes.

Em seguida, conforme mencionado brevemente, a pessoa pode retornar à sua rotina, mas desde que siga alguns cuidados envolvendo o que pode ou não fazer com o intuito de evitar a reincidência da condição após meses ou anos do tratamento da primeira obstrução, principalmente se houver história na família.

O que Pode Fazer

Entre as ações que uma pessoa pode fazer após apresentar um quadro de trombose e devidamente tratá-lo estão:

  • Alongar os membros, principalmente os inferiores, que são comumente atingidos pela TVP;
  • Consultar-se com a sua médica em caso de mal-estar ou persistência dos sintomas típicos da trombose;
  • Elevar as pernas, especialmente no final do dia, quando se sentar ou deitar;
  • Em caso de gravidez, priorizar um acompanhamento multidisciplinar;
  • Fazer uso das meias de compressão, se for o caso, conforme a recomendação da médica;
  • Incluir ou manter a prática regular de atividade física (nos primeiros dias após o tratamento, uma orientação profissional pode ser necessária por causa da possibilidade de restrição temporária);
  • Manter o peso balanceado conforme a indicação de um especialista, distanciando-se da obesidade, que é um dos fatores de risco para o surgimento da condição;
  • Mudar de posição frequentemente;
  • Priorizar uma dieta saudável e balanceada, levando em consideração a sua saúde geral;
  • Prontamente contatar a profissional que realiza o seu acompanhamento ao apresentar determinados sintomas, tais como, sangue, dor, pressão e cãibra novos, desmaio e falta de ar;
  • Seguir as devidas recomendações em relação às viagens de longa duração;
  • Tomar os medicamentos conforme orientação e prescrição médica.

O que Não Fazer

Enquanto isso, entre as que devem ser evitadas, de um modo geral, estão:

  • Cruzar as pernas ao sentar-se para não afetar a circulação;
  • Fumar;
  • Ingerir bebidas alcoólicas em excesso ou com frequência;
  • Permanecer na mesma posição por um período prolongado;
  • Praticar esportes de contato ao fazer uso de anticoagulantes por causa do risco de sangramento após um trauma;
  • Tomar medicamentos sem consultar sua médica previamente para não comprometer a eficácia individual;
  • Usar roupas apertadas e nem sapatos de salto alto.

Além disso, estar ciente sobre ter ou enquadrar-se em algum fator de risco para a TVP igualmente é fundamental para ajudar no diagnóstico e na prevenção do o surgimento de novos quadros, e até mesmo evitar a evolução para um quadro de EP (embolia pulmonar), que acontece quando o coágulo se desprende, locomovendo-se até os pulmões.

Não sinta Vergonha das suas Pernas!
Agende sua Consulta Vascular Hoje Mesmo.

Portanto, mantenha o acompanhamento periódico com sua médica especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular para verificar como está a sua saúde circulatória de um modo geral e se há chance de ser acometido(a) por trombose.

Mais informações sobre este assunto na Internet:
Pernas Inchadas?
Agende uma Avaliação Vascular e Redefina seu Conforto.