Cirurgia de Varizes – Quais são as Técnicas? – As varizes representam um problema clínico significativo e não são apenas uma questão “cosmética” devido à sua natureza desagradável. As varizes representam, na verdade, insuficiência venosa crônica e hipertensão venosa, que leva a um amplo espectro de manifestações clínicas, como inchaço, descoloração da pele e ulcerações.

Veja neste artigo mais informações sobre a cirurgia de varizes, quais são as técnicas e quando este procedimento é indicado.

Quando Considerar a Cirurgia de Varizes

Varizes e até insuficiência venosa crônica podem ser tratadas conservadoramente com meias de compressão. Um tratamento mais agressivo pode ser adotado se a melhora estética for desejada, se os achados ou sintomas cutâneos piorarem apesar do tratamento conservador ou se os pacientes preferirem tratamento cirúrgico.

O tratamento conservador com meias e compressão externa é uma alternativa aceitável à cirurgia, mas o agravamento dos achados ou sintomas cutâneos apesar dessas medidas geralmente justificam a intervenção cirúrgica.

No entanto, o desejo de um paciente pelo tratamento cirúrgico em relação ao tratamento conservador ou apenas para fins cosméticos é uma indicação razoável de cirurgia.

Cirurgia de Varizes - Quais são as Técnicas?

Indicações não-Cosméticas

As indicações não-cosméticas incluem tratamento de varicosidades sintomáticas (por exemplo, dor, fadiga, peso, tromboflebite superficial recorrente, sangramento) e tratamento da hipertensão venosa após alterações na pele ou no tecido subcutâneo (por exemplo, lipodermatoesclerose, atrofia muscular, ulceração ou hiperpigmentação).

Contra-Indicações da Cirurgia de Varizes

Os pacientes que não conseguem permanecer ativos o suficiente para reduzir o risco de trombose venosa profunda (TVP) no pós-operatório não devem ser submetidos a cirurgia.

A cirurgia durante a gravidez é contra-indicada porque muitas varizes da gravidez regridem espontaneamente após o parto.

O gerenciamento de varizes evoluiu ao longo dos séculos e continuará a fazê-lo. Técnicas menos invasivas continuam a ser refinadas, mas a eficácia a longo prazo deve sempre ser questionada e discutida com seu cirurgião vascular.

Métodos de Cirurgia para Varizes

As opções de tratamento cirúrgico para varizes incluem:

  • Tratamento a laser endovenoso
    • Uma técnica minimamente invasiva realizada sob anestesia local ou geral. Um tubo fino é inserido na veia através de um pequeno corte e a energia do laser é passada para queimar e fechar as varizes sob orientação da imagem. O tratamento leva até uma hora.
  • Terapia de radiofrequência endovenosa
    • Uma opção de orifício para fechamento da veia que geralmente é realizada sob anestesia local em consulta. Um cateter é inserido na veia usando orientação por ultrassom. A energia de radiofrequência é distribuída suavemente para aquecer e fechar as varizes. O procedimento geralmente leva cerca de 30 a 40 minutos e é pensado para resultar em dor e contusões mínimas.
  • Cirurgia tradicional de varizes
    • Envolve fazer uma incisão na virilha e nas costas do joelho ou tornozelo. Sua veia é então amarrada (ligada) e removida. Esse procedimento geralmente é recomendado se as outras opções não forem adequadas para seu caso.

Benefícios da Cirurgia para Varizes

A cirurgia de varizes remove as varizes que possuem um aspecto indesejável ou causam desconforto.

O procedimento permite que você se sinta melhor com sua aparência, para poder usar o que deseja sem se preocupar com a visibilidade de suas varizes. Também pode eliminar a dor que as varizes causam e permitir que você durma melhor, além de aumentar sua mobilidade.

Novas terapias são eficazes na remoção de varizes, apresentam poucas complicações e pouca dor durante a recuperação e praticamente não deixam cicatrizes.

Possíveis Complicações

A cirurgia de varizes é considerada segura, mas toda cirurgia tem algum grau de risco. Possíveis complicações podem incluir:

Recuperação e Pós-Operatório da Cirurgia de Varizes

Sua recuperação e cuidados posteriores à cirurgia de varizes dependerão do procedimento realizado. Sua equipe de saúde o aconselhará antes de voltar para casa. Geralmente, você deve usar meias de compressão por algum tempo.

A maioria dos pacientes volta para casa no mesmo dia. Recomendamos que alguém o leve para casa. Os pacientes que realizaram procedimentos endovenosos podem retomar as atividades diárias normais uma vez em casa e dirigir novamente quando se sentirem confortáveis.

Se você tiver realizado a cirurgia convencional, poderá voltar à maioria das atividades após três a quatro semanas, desde que as feridas tenham cicatrizado, embora isso dependa da sua saúde geral e do tipo de trabalho que você realiza. Você poderá dirigir novamente após cerca de uma semana, quando puder operar com conforto os pedais e controlar seu carro em todas as situações, incluindo uma parada de emergência.