Tromboflebite Superficial – Causas, Sintomas e Tratamento – Tromboflebite superficial é uma condição em que ocorre a inflamação da veia logo abaixo da superfície da pele, com sintomas que incluem vermelhidão, veias firmes, sensíveis ou quentes, além de dor localizada nas pernas.

Esse tipo de coágulo geralmente não viaja para os pulmões, a menos que atinja as veias profundas. Porém, a tromboflebite superficial pode ser dolorosa e o tratamento pode ser necessário.

Continue a leitura e conheça melhor este problema, suas causas e tratamento.

Em que Consiste a Tromboflebite Superficial?

A tromboflebite é uma doença comum das veias superficiais que ocorre mais frequentemente nas extremidades inferiores (especialmente na veia safena magna), que podem ser relacionadas às varizes.

Também pode ocorrer em outros lugares, por exemplo, no pescoço (veia jugular externa), no peito (doença de Mondor) ou nas extremidades superiores.

Ao contrário da trombose venosa profunda (TVP), um processo inflamatório da parede venosa está quase sempre presente além da trombose.

Tromboflebite Superficial - Causas, Sintomas e Tratamento

Causas da Tromboflebite Superficial

A causa da tromboflebite superficial não é completamente clara, mas acredita-se estar associada a uma alteração no equilíbrio dinâmico da circulação sanguínea.

Em 1846, o patologista alemão Virchow mostrou que danos à parede dos vasos sanguíneos, fluxo sanguíneo anormal ou alteração dos constituintes sanguíneos causando coagulação sanguínea anormal, poderiam levar à inflamação ou formação de coágulos nas veias.

A tromboflebite superficial também pode ocorrer espontaneamente e sem motivo aparente.

Fatores de Risco para Tromboflebite Superficial

  • História de flebite superficial, trombose venosa profunda e embolia pulmonar;
  • Varizes – pessoas com varizes são propensas a pequenas lesões nos vasos sanguíneos, o que pode levar a inflamação;
  • Locais de injeção ou infusão intravenosa – tromboflebite superficial na região do braço ou pescoço pode ocorrer em locais de infusão ou de trauma;
  • Anormalidades na coagulação do sangue – existem várias condições ou medicamentos que podem facilitar a coagulação do sangue e causar tromboflebite superficial;
  • Gravidez – durante a maior parte da gravidez e por cerca de 6 semanas após o parto, há uma maior predisposição para a coagulação;
  • Pílula anticoncepcional oral e terapia de reposição hormonal – tratamentos com altas doses de estrogênio podem aumentar o risco de trombose em 3 a 12 vezes;
  • Doenças associadas à vasculite, como doença de Buerger e poliarterite nodosa;
  • Fumar;
  • Câncer;
  • Fluxo sanguíneo reduzido – isso pode ocorrer nas veias de pessoas durante longos vôos aéreos, que precisam ficar imóveis por longos períodos ou que tenham sofrido uma grande cirurgia recente.

Sinais e Sintomas

Os sinais e sintomas característicos da tromboflebite superficial incluem:

  • Leve inchaço, vermelhidão e sensibilidade ao longo de uma parte da veia afetada;
  • Veias no pé, tornozelo e área logo atrás do joelho inchadas e salientes;
  • Outras veias na área afetada podem aparecer na cor azul;
  • Se um coágulo sanguíneo se desenvolver, a veia pode parecer dura ou nodosa;
  • Se a condição estiver presente há algum tempo e o inchaço tiver resolvido, a pele poderá parecer manchada ou escurecida.

Diagnóstico

As características visuais da tromboflebite superficial não são suficientes para confirmar o diagnóstico, pois várias outras condições apresentam sintomas semelhantes. Um exame físico completo e exames complementares são essenciais.

Se a condição é recorrente ou existe a possibilidade de complicações, seu médico pode realizar outros exames, como exames de sangue, ecografia e imagem radiográfica.

Tratamento

Casos leves de tromboflebite superficial podem não precisar de tratamento. Geralmente, os sintomas desaparecem dentro de 3 a 4 semanas. Você deve tentar acompanhar suas rotinas normais e permanecer ativo.

Em casos mais graves, os seguintes tratamentos podem ser realizados:

  • Mantenha a perna elevada e aplique compressas quentes. Isso pode ser feito com uma flanela quente colocada sobre a veia ou usando um cobertor e garrafas de água quente. Tome cuidado para não se queimar.
  • Suportes elásticos ou meias de compressão podem ajudar a reduzir o inchaço enquanto a inflamação melhora.
  • Medicação analgésica – paracetamol, aspirina ou anti-inflamatórios não esteróides, como o ibuprofeno. Sempre verifique com seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
  • Géis ou cremes anti- inflamatórios como o gel de ibuprofeno podem ser úteis em casos leves.
  • Medicamentos com heparina de baixo peso molecular, por exemplo, podem ajudar a reduzir o inchaço e a dor e também diminuir as chances de coágulos sanguíneos se moverem mais para cima da veia e causar TVP.
  • Antibióticos devem ser tomados se uma infecção estiver presente.
  • Punção e evacuação – esse procedimento proporciona alívio e resolução rápidos de um coágulo palpável que causa dor extrema. Envolve incisão por punção com agulha e evacuação do coágulo após anestesia local.
  • Excisão cirúrgica e ligadura – pacientes com tromboflebite séptica necessitam de excisão venosa urgente para impedir a propagação de infecção bacteriana. Isso é feito com um corte direto na veia e remoção do segmento infectado e de qualquer tecido necrótico ou infectado ao redor. Esse procedimento também pode beneficiar pacientes com tromboflebite superficial recorrente que não respondem a nenhum outro tratamento.

Prognóstico

A tromboflebite superficial geralmente não é uma condição séria e geralmente desaparece sozinha dentro de 2 a 6 semanas. No entanto, pode ser recorrente e persistente,causando dor e imobilidade significativas. Além disso, podem ocorrer complicações se as veias afetadas forem infectadas ou o coágulo sanguíneo se mover mais para cima, onde as veias superficiais e profundas se juntam; levando a uma condição mais grave chamada trombose venosa profunda (TVP).