Sódio e Varizes. As varizes se tratam de veias dilatadas e tortuosas, que têm uma alteração do fluxo de sangue em seu interior, podendo variar de tamanho conforme o estágio em que se encontram. E seja para evitá-las ou tratá-las, é preciso tomar alguns cuidados.

Um deles envolve a alimentação, mais precisamente, o sódio e o sal. Então, continue a leitura deste artigo para saber detalhes sobre a relação entre o Consumo Excessivo de Sal e as Varizes.

Relação Entre Sódio e Varizes

Os benefícios de uma alimentação balanceada são os mais variados, seja atrelada a outras práticas recomendadas para o bem-estar ou não, incluindo uma melhora da circulação sanguínea.

Mas em se tratando desse sistema, o consumo excessivo de sal favorece e está relacionado à retenção de líquido no organismo, o que acaba comprometendo a circulação, dificultando o bombeamento do sangue e elevando a pressão arterial.

Assim como igualmente provoca inchaço e aumenta a pressão sobre os vasos sanguíneos, resultando em sangue mais denso, pesado e podendo gerar a formação de coágulos.

Logo, o sal em excesso pode influenciar no surgimento de varizes, principalmente naqueles que têm predisposição genética, assim como tende a agravar o quadro e os sintomas dos pacientes com diagnóstico confirmado ou ainda não.

Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta de Hematologia.

E o sódio, que está presente em 40% do sal de cozinha, pode ser encontrado tanto na comida caseira quanto em doces e produtos industrializados, em que o sal costuma ser adicionado para auxiliar na conservação do alimento.

Conceito de Varizes

Conforme explicado brevemente, as varizes são veias que não estão conseguindo realizar suas funções adequadamente e são mais comumente observadas nos membros inferiores, porque a pessoa tende a ficar um longo período de tempo na mesma posição, o que acaba pressionando-as.

E apesar de serem relacionadas a uma questão estética, em alguns casos, podem resultar em dor, inchaço, coceira e aumentar as chances de um paciente ter uma doença circulatória.

Demais Recomendações Gerais

Além do que já foi exposto, os médicos especialistas em Angiologia e Cirurgia Vascular, e outros que atuam com o mesmo objetivo ou fazem parte de uma equipe multidisciplinar, podem recomendar que o paciente também providencie outras mudanças para evitar ou tratar as varizes, tais como:

  • Controlar o peso: assim, evita que o acúmulo de gordura dificulte a circulação de sangue;
  • Elevar as pernas: com isso, alivia a circulação ao adotar a ação por 15 minutos ao dia;
  • Evitar os sapatos de salto alto: para evitar que tal prática favoreça o surgimento de varizes, porque o seu uso prolongado acaba prejudicando a circulação do sangue;
  • Manter uma dieta balanceada: os especialistas podem indicar, de um modo geral, vegetais, cereais, grãos, frutas ricas em vitamina C (como limão, morango e laranja), alimentos com gordura insaturada, peixe, alecrim, beterraba, tomate, gengibre, batata doce e chocolate amargo, por exemplo;
  • Priorizar um bom sono: é válido ter uma boa qualidade do sono e uma quantidade ideal, que varia conforme cada paciente;
  • Realizar atividade física: ao se exercitar regularmente (caminhada, natação, corrida e musculação, por exemplo), tende a sentir uma melhora da circulação sanguínea, inclusive em relação ao bombeamento de sangue das pernas ao coração;
  • Se atentar à posição: alternar a posição em que estiver com o intuito de evitar permanecer estático por um longo período, o que contribui para o surgimento das varizes;
  • Uso controlado de anticoncepcional: ao fazê-lo com orientação médica, tem ciência do seu quadro e há um monitoramento dos níveis de hormônios;
  • Utilizar meias de compressão: auxilia na circulação, mas é preciso se consultar com um especialista para saber se é adequado para o caso em questão e qual tipo é o mais recomendado conforme o quadro apresentado.

Sem contar que eles também podem recomendar outras mudanças de hábitos conforme cada diagnóstico ou objetivo(s) individual(is), como evitar o uso de roupas justas, que acabam dificultando a circulação, por exemplo.

Por isso, o ideal é consultar o médico especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular de sua confiança ao perceber algum sintoma, saber de fatores de risco para alguma condição, após receber o encaminhamento ou mesmo para evitar possíveis complicações futuras.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Diga Adeus às Dores nas Pernas.
Reserve a sua Consulta Vascular.