O Eco-Doppler se trata de um ultrassom capaz de permitir, ao médico solicitante do exame de imagem, a visualização em cor do fluxo sanguíneo nas veias do corpo, assim como nas artérias, se for o caso.

Mas como esse tipo de Exame auxilia no dia a dia das consultas do médico especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular? Qual é a sua Finalidade? Continue acompanhando este artigo para saber as respostas para tais questionamentos.

Finalidade do Eco-Doppler

Voltado para diagnosticar condições venosas, assim como as arteriais, o eco-doppler é um procedimento não invasivo, em que o profissional aplica um gel por meio da extremidade do pequeno aparelho na área do corpo a ser analisada.

Ou seja, o ultrassom Doppler, como também é conhecido, é caracterizado por ser um exame não invasivo capaz de identificar o fluxo de sangue por meio dos vasos, dando a possibilidade de o médico especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular observar o sentido e volume do fluxo, se há oscilação durante a respiração, se percorre pelos locais esperados, entre outras possíveis alterações.

Indicações

Sendo assim, esse tipo de exame tende a ser indicado quando o médico deseja:

  • Analisar as veias renais e do cérebro;
  • Auxiliar e monitorar a realização de tratamentos, como CLaCs e cirurgia com endolaser;
  • Avaliar as características das varizes;
  • Buscar evidências de uma possível IVC (insuficiência venosa crônica);
  • Confirmar o diagnóstico de TVP (trombose venosa profunda) e demais tipos de trombose;
  • Detectar coágulos e trombos que possam ser capazes de obstruir a circulação sanguínea;
  • Diagnosticar varizes;
  • Identificar diminuição da circulação sanguínea;
  • Identificar obstruções por gordura nas veias;
  • Localizar coágulos de sangue nas veias dos membros inferiores ou superiores;
  • Observar se há estreitamento ou dilatações de veias;
  • Verificar a existência de uma dilatação da parede das veias.

Preparação para o Exame Eco-Doppler

Geralmente, não há necessidade de um preparo específico para que esse tipo de exame seja feito, mas os pacientes que fumam devem comunicar o responsável pela realização do eco-doppler, porque o tabagismo é capaz de influenciar no exame ao ter a capacidade de aumentar o fluxo sanguíneo nas veias – e se esse for o caso, a tendência é que sejam orientados a não fumar nas horas que antecedem a realização do eco-doppler, que costuma durar de 30 a 60 minutos.

Modo de Realização

Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta de Hematologia.

Após retirar os acessórios, colocar o avental e se posicionar na maca ou permanecer em pé, no local indicado, conforme as orientações recebidas, o exame eco-doppler é iniciado com o posicionamento do transdutor com gel pela região indicada na solicitação médica.

Durante o procedimento, o médico acompanha, em tempo real, as imagens pela tela do computador conectado ao aparelho de ultrassom com o intuito de analisar as estruturas e o comportamento do fluxo sanguíneo. Depois de alguns dias, um relatório contendo detalhes sobre o que foi encontrado no exame e o laudo estão disponíveis ao paciente ou ao próprio profissional solicitante.

Sendo assim, o exame eco-doppler tende a ser solicitado pelo médico especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular, que é o profissional capacitado para analisar cada caso e iniciar o tratamento assim que o diagnóstico é confirmado, ou mesmo continuar com a investigação sobre o quadro do paciente analisado, o que pode incluir a solicitação de outros exames e o encaminhamento para demais especialistas.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Sinta suas Pernas Leves Novamente.
Agende uma Consulta com o Especialista Vascular.