Fatores de Risco das Varizes. As varizes são um problema físico e estético que afetam mais de 40% da população feminina e 30% da população masculina brasileira. Causada pela alta pressão sanguínea no interior das veias, a condição pode trazer alguns sintomas que atrapalham a vida do paciente.

Apesar de atingir pessoas de diferentes idades e gêneros, as varizes são uma condição mais frequente em pacientes que possuem algum fator desencadeante. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre quais são os fatores de risco das varizes.

As Varizes

Sabemos que variz é o nome dado às veias tortuosas e nodosas presentes no sistema vascular em decorrência de alta pressão dentro dos vasos sanguíneos. A condição é mais frequente nos membros inferiores afetando principalmente coxas, tornozelos e pés.

Existem diferentes tipos de varizes de acordo com a localização, sendo que cada uma possui suas próprias características, ou seja, é possível que uma pessoa desenvolva mais de um tipo de varizes.

Os Sintomas

Os sintomas desencadeados pelas varizes podem depender do estágio que a condição esteja, normalmente os mais citados são dores, inchaço, vermelhidão e sensação de peso na perna atingida. Confira a seguir os sintomas característicos de cada estágio da doença:

  • Estágio 1 – Assintomático;
  • Estágio 2 – Sintomático com presença de edemas, sensação de peso e queimação, cansaço, câimbras, coceira e dor na região afetada;
  • Estágio 3 – Começa a apresentar alterações na pele em nível I. Nesse estágio, pigmentação, eczema, descamação e celulite são comuns;
  • Estágio 4 – Parte para alterações na pele em nível II. Lipodermatoesclerose é um estágio avançado da insuficiência venosa crônica (IVC).
  • Estágio 5 – Ulceração e feridas expostas de difícil cicatrização é o estágio final da IVC superficial ou profunda.

Fatores de Risco das Varizes

Apesar de pessoas de diferentes classes, idades e gêneros poderem desenvolver quadros de varizes, a condição ocorre com mais frequência naqueles que dispõe dos seguintes fatores de risco:

Idade Avançada

Com o passar dos anos, as veias presentes no sistema vascular começam a perder sua elasticidade natural e também a força do sistema de válvulas. Essas ações tornam o retorno sanguíneo ao coração mais difícil, gerando um acúmulo sanguíneo nas veias que, posteriormente, apresentam deformações tortuosas.

Ser do Sexo Feminino

As alterações hormonais durante a menstruação, menopausa e gravidez, bem como o uso de pílulas anticoncepcionais se tornam um fator de risco pelo fato de que estrogênio e progesterona (Hormônios femininos) agem diretamente sobre as paredes dos vasos sanguíneos, diminuindo sua resistência e comprometendo o bom funcionamento das válvulas.

Ter Histórico Familiar de Varizes

A predisposição genética para problemas circulatórios requer que o paciente adote precocemente medidas que evitem ou retardem o processo de surgimento das varizes.

Obesidade

A obesidade e suas complicações associadas, como pressão alta e diabetes, realizam uma sobrecarga no sistema vascular, uma vez que a gordura acumulada faz com que a pressão arterial seja mais alta e dificulte a boa circulação sanguínea.

Sedentarismo

A falta de atividade física gera uma falta de estímulo no sistema circulatório, com isso muitas vezes há a obstrução das veias e dificuldade de retorno sanguíneo para o coração.

Imobilidade ou Mobilidade Reduzida

Seja por conta de grandes cirurgias, como pelo trabalho, ficar imóvel por muito tempo pode prejudicar seu sistema circulatório. Ficar muito tempo na mesma posição faz com que o bombeamento do sangue pela panturrilha seja anormal, ou fraco, com isso, a volta do sangue para o coração é prejudicada.

Se você possui alguns dos fatores de risco citados acima, não deixe de realizar seus check ups vasculares com frequência. O auxílio de uma profissional especializado pode te ajudar a prevenir ou a tratar as varizes.

Mais Informações sobre este assunto na Internet: