Formigamento nas Pernas Durante o Exercício. Os exercícios físicos são indicados para diferentes áreas das nossas vidas e possuem benefícios que podem variar conforme cada pessoa e os objetivos a serem atingidos, tais como diminuir o estresse, proporcionar sensação de bem-estar, controlar o peso e melhorar circulação, articulações e músculos.

Mas eles podem ser contraindicados? Ao sentir sensações de coceira e formigamento a pessoa deve interromper a prática ou insistir mesmo com o desconforto sentido? Existe relação com algum problema vascular ao se somarem às atividades físicas?

Continue acompanhando este artigo para saber detalhes sobre as possíveis respostas para esses questionamentos.

Coceira e Formigamento nas Pernas Durante o Exercício

Ao iniciar ou voltar após um longo período de pausa para a prática de exercícios no dia a dia, é comum a pessoa sentir sensações de coceira e formigamento nas pernas, porque conforme o esforço é feito, o corpo acaba exigindo um maior fluxo sanguíneo para a região exercitada, o que ocorre por meio da liberação de substâncias, conhecidas como vasodilatadoras, que promovem a dilatação dos vasos e o aumento da oxigenação.

E, além de ser possível também experimentar essas sensações nas mãos, principalmente em alguns casos envolvendo os iniciantes, conforme o organismo vai se acostumando, os sintomas começam a perder a intensidade gradativamente até desaparecer por completo.

Porém, quando isso não ocorre, é identificada uma piora do quadro ou caso surja dor juntamente com o formigamento e a coceira, é preciso procurar um médico especializado em angiologia e cirurgia vascular para que possa avaliar o caso e dar o diagnóstico.

Possíveis Causas de Coceira e Formigamento

Diga Adeus às Dores nas Pernas.
Reserve a sua Consulta Vascular.

Essa sensação de coceira nas pernas que os praticantes de exercícios iniciantes podem sentir, principalmente por aqueles que tinham uma rotina mais sedentária, também é conhecida como coceira do corredor, igualmente comum de acontecer e pode ser por diferentes motivos, tais como:

  • Alergias física, ao tecido da roupa ou urticária colinérgica após a vasodilatação e o aumento da temperatura corporal, em que ocorre uma reação às substâncias liberadas pela pele durante o momento em que os exercícios são realizados, por isso podem surgir acompanhadas de manchas vermelhas e inchaço;
  • Consumo de beta-alanina, um aminoácido presente em suplementos;
  • Dermatite de contato, caracterizada pela irritação depois do contato com suor;
  • Problemas circulatórios, em que há má circulação, podem ser um fator importante e motivo para consultar um especialista antes de se exercitar;
  • Varizes podem ser um fator desencadeante quando a pessoa já apresenta esse tipo de sintoma normalmente;
  • Vasodilatação dos vasos dos músculos e desvio da circulação para a pele em resposta do organismo ao esforço realizado, o que acaba gerando um equilíbrio térmico para evitar que haja elevação da temperatura do corpo.

E devido aos fatos de o corpo não estar acostumado com o fluxo sanguíneo e a necessidade de expandir e transportar o sangue aos músculos, esse fenômeno é uma forma de resposta de choque ao próprio corpo.

Em relação ao formigamento, o seu surgimento tende a ser uma reação fisiológica normal que pode estar relacionado ao peso que bloqueia a circulação arterial e provoca a redução do fluxo sanguíneo na extremidade, e costuma passar ao movimentar repetidamente o membro afetado.

Tratamento da Coceira

Medicamentos são indicados em casos de controle, como os que envolvem os quadros de alergias e problemas circulatórios, a exemplo das varizes. Outro tratamento que costuma ser indicado por especialistas inclui fazer uso de meias de compressão, que auxiliam no retorno venoso, aceleram a recuperação do músculo e diminuem as coceiras.

Porém, em algumas situações, a condição pode desaparecer conforme os exercícios vão sendo diminuídos em relação à intensidade e ao ritmo, ou depois que o período da prática é encerrado.

Medidas de Prevenção de Coceira

Primeiramente, o aconselhável é observar a intensidade, duração e o momento em que a coceira acontece para conseguir providenciar, em conjunto com o médico e os especialistas, medidas capazes de ajudar na prevenção, que incluem:

  • Evitar roupas apertadas e quentes, e optar por peças mais leves e apropriadas para a prática de exercícios;
  • Investir em meias de compressão e fazer consultas regulares para realizar um acompanhamento do quadro de varizes, se for o caso;
  • Manter a pele hidratada para evitar atritos;
  • Observar se algum produto ou alimento pode estar contribuindo para o sintoma;
  • Priorizar horários e lugares que proporcionem temperaturas mais amenas;
  • Realizar compressas geladas que podem auxiliar no alívio das coceiras;
  • Reduzir a intensidade e o ritmo quando as coceiras surgirem até que a sensação comece a suavizar aos poucos.

Consulta Médica

Mas as pessoas que sentem coceiras e já tenham identificado e confirmado o diagnóstico de varizes ou microvarizes, devem consultar o médico especialista em angiologia e cirurgia vascular de sua confiança para verificar a possibilidade de ser um sinal de agravamento, principalmente se estiverem acompanhadas de cansaço, queimação e peso nas pernas.

Além disso, um especialista também deve ser procurado quando a pessoa não consegue identificar os fatores que podem estar ajudando no surgimento das coceiras durante a prática de exercícios, porque podem ter relação com questões vasculares ou outras condições clínicas, por exemplo.

Sem contar que somente após a análise do médico e seguir as orientações passadas – como fazer descanso depois que realizar os exercícios e elevar as pernas para ajudar no retorno venoso –, é que a pessoa pode retornar aos exercícios de forma segura, sem prejudicar ou agravar o seu quadro, afinal, a prática de atividades é recomendada e os seus benefícios podem ser sentidos de diferentes maneiras.

Mais Informações sobre este “Formigamento nas Pernas”  na Internet:
Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta de Hematologia.