Caminhoneiro, taxista, motorista de aplicativo ou particular… Algumas pessoas que fazem do ato de dirigir uma fonte de renda têm mais chances de ter problemas circulatórios, ou seja, doenças vasculares, por causa da maneira como o corpo fica na maior parte do tempo.

E para saber o que pode fazer para preveni-las diante dessas situações, continue a leitura deste artigo.

Principais Doenças Vasculares em Motoristas

Uma das principais condições que podem surgir nesses profissionais, principalmente naqueles que permanecem longas distâncias sentados ou por mais de cinco horas na mesma posição, é a trombose, uma condição em que há formação de coágulos no interior das veias, que se aprofundam nas pernas, causando dor, inchaço, inflamação e vermelhidão.

Outro quadro comumente encontrado são as varizes, caracterizadas por dor ou inchaço nos membros inferiores, que são os primeiros sinais observados, e dependem da consulta com um médico especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular para confirmar o diagnóstico.

Fatores de Risco

Nos casos de algumas doenças vasculares, qualquer pessoa pode estar sujeita a tê-las, porém existem alguns fatores de risco que fazem com que algumas tenham mais chances de desenvolvê-las do que outras.

Trombose

Em relação à trombose, os fatores de risco que devem ser observados pelos motoristas profissionais incluem:

  • Álcool;
  • Câncer;
  • Doenças cardíacas;
  • Gravidez;
  • Histórico familiar;
  • Idade superior a 40 anos;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Obesidade;
  • Presença de varizes;
  • Reposição hormonal;
  • Tabagismo;
  • Uso de alguns contraceptivos;
  • Uso excessivo de medicamentos.

Varizes

Diga Adeus às Dores nas Pernas.
Reserve a sua Consulta Vascular.

As varizes se tratam de veias, geralmente azuladas, que dilatam e não conseguem exercer pressão suficiente para voltar o sangue ao coração corretamente, e se tornam visíveis sob a pele, podendo estar relacionadas às questões hereditárias ou secundárias, mas também há fatores que esses profissionais precisam se atentar, tais como:

  • Idade superior a 30 anos;
  • Má alimentação;
  • Obesidade;
  • Sedentarismo.

Formas de Prevenção das Doenças Vasculares

Independentemente da doença vascular que o motorista profissional tenha ou esteja tentando prevenir, existem algumas dicas e alguns cuidados que podem ser adotados no dia a dia.

Diante disso, a primeira orientação é analisar o período em que o indivíduo passa na mesma posição. Em seguida, deve se atentar a:

  • Deixar as pernas elevadas, principalmente no momento de dormir, para que o sangue retorne ao coração sem demandar esforço extra;
  • Estabelecer uma rotina de exercícios, principalmente a cada 2h, e mesmo durante o trânsito, como mexer as pernas;
  • Evitar o consumo de álcool ou uso de cigarro nas horas vagas, porque prejudicam a circulação sanguínea;
  • Fazer alongamentos mesmo dentro do veículo;
  • Fazer uso de meias de compressão caso o médico especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular recomende;
  • Manter o peso ideal;
  • Manter-se constantemente hidratado;
  • Optar por peças de roupa confortáveis e folgadas;
  • Priorizar as horas de sono necessárias e de qualidade;
  • Priorizar paradas periódicas (tempo de descanso ou se manter em outras posições);
  • Realizar atividades físicas regularmente;
  • Se atentar ao tempo de jornada;
  • Tentar reduzir o estresse;
  • Ter uma alimentação saudável, evitando alimentos gordurosos.

Sem contar que é importante manter os check-ups em dia para saber como está a saúde e/ou tratar as condições médicas que já tenham sido diagnosticadas ou estejam com alguma suspeita, incluindo os quadros de doenças vasculares.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Diga Adeus às Dores nas Pernas.
Reserve a sua Consulta Vascular.