Varizes Reticulares. As varizes, que acontecem quando as válvulas das veias param de funcionar corretamente, prejudicando o sistema circulatório e causando sensações de desconforto, dor, cansaço e de peso nos membros inferiores, por exemplo, são classificadas de acordo com as suas características e quando são visíveis, ou seja, aparecem abaixo da pele, e possuem menos de 4 mm, são conhecidas como reticulares.

Mas, assim como as outras condições médicas, precisam de tratamento? Continue acompanhando este artigo para saber sobre essa necessidade e quais são as demais características das Varizes Reticulares.

Varizes Reticulares e Possibilidade de Tratamento

Outras características das varizes reticulares incluem coloração arroxeada ou azulada; possibilidade de surgir em outras regiões do corpo, como a face; e a tendência de gerar complicações, como sangramento, principalmente em idosos que não recebem o tratamento adequado.

Logo, a resposta para a pergunta é que o tratamento deve ser providenciado com os intuitos de evitar os riscos à saúde e minimizar possíveis consequências, como inchaço, eczema venoso e descoloração no local, por exemplo. Mas, em alguns casos, a decisão do tratamento das varizes reticulares pode ser influenciada por uma questão estética.

Tratamento das Varizes Reticulares

Uma das opções de tratamento das varizes reticulares envolve a escleroterapia, em que um material é injetado para destruir a(s) veia(s) identificada(s) com o auxílio de um ultrassom, danificando o revestimento e fazendo que colapse(m) e fique(m) bloqueada(s).

Outras possibilidades são o tratamento de luz intensa pulsada, uma terapia que destrói as veias afetadas de modo semelhante à terapia à laser; laserterapia, que é semelhante à escleroterapia; e microflebectomia, em que instrumentos são utilizados para extrair as veias de uma maneira minimamente invasiva.

Sinta suas Pernas Leves Novamente.
Agende uma Consulta com o Especialista Vascular.

Sem contar que o médico especialista em angiologia e cirurgia vascular também pode optar por termocoagulação, que usa uma agulha pequena e fina que emite energia de radiofrequência para danificar e destruir as veias; ou por uma combinação de tratamentos com o intuito de obter máxima eficácia ao destruir totalmente as veias afetadas, evitando os riscos de coágulos de sangue.

Cuidados Extras

Apesar de as varizes reticulares geralmente não serem perigosas, são um sinal de que o sangue não está fluindo adequadamente. Por isso, existem algumas medidas que podem ser providenciadas para auxiliar nesse fluxo, tais como:

  • Elevar as pernas;
  • Evitar cruzar as pernas enquanto estiver sentado(a);
  • Fazer uso de meias de compressão, preferencialmente após recomendação médica;
  • Realizar exercícios com regularidade, o que também influencia no peso.

Fatores de Risco das Varizes Reticulares

Os fatores de risco desse tipo de condição estão relacionados à insuficiência vascular ou venosa, em que o sangue vaza para trás por causa da válvula que deveria impedir que o sangue fluísse para trás conforme o sangue retorna ao coração.

Logo, as situações e condições associadas à insuficiência venosa e, consequentemente, às varizes reticulares são:

  • Histórico familiar;
  • Tipo de trabalho realizado, como permanecer sentado ou em pé por muito tempo e sem realizar pausas;
  • Obesidade;
  • Alterações hormonais;
  • Gravidez;
  • Envelhecimento.

Assim sendo, ao observar características como as que foram citadas, é importante procurar um médico especialista em angiologia e cirurgia vascular para descartar um possível quadro clínico ou mesmo receber um diagnóstico e tratamento adequados.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Diga Adeus às Dores nas Pernas.
Reserve a sua Consulta Vascular.