Exposição ao Sol e Varizes. Varizes se tratam de uma condição vascular que podem ser assintomáticas ou surgir acompanhadas de dor, queimação, inchaço, sensação de peso e ardência. Assim como os casos não tratados tendem a apresentar úlceras varicosas, manchas e processos inflamatórios, por exemplo.

Caracterizadas por veias dilatadas e tortuosas com alteração do fluxo sanguíneo, que podem variar de acordo com o estágio em que se encontram, surgem devido à alta pressão no interior dos vasos, principalmente na região dos membros inferiores.

Consequentemente, a dilatação das veias tende a sofrer um aumento (vasodilatação) quando há exposição ao calor, dificultando o fluxo natural do sangue pelo corpo por causa do alargamento dos vasos.

Mas isso não é sinônimo de piora do quadro, apenas que há necessidade de analisar em que situação se encontra ao se expor ao sol, levando em consideração ausência ou suspeita de diagnóstico, durante o processo do tratamento e fase de cuidados após intervenção médica.

Exposição ao Sol e Varizes

Além de proporcionar o aumento da dilatação, a exposição ao sol pode atrasar o diagnóstico, devido ao bronzeamento, e atrapalhar o tratamento da condição, porque um dos cuidados necessários é evitar o sol por um determinado período para diminuir as chances de queimaduras ou do surgimento de manchas, a depender do tipo de tratamento escolhido.

Logo, por causa do processo de vasodilatação, em que os vasos acabam se alargando, o sangue acaba circulando lentamente, ocorre uma retenção de líquido e o inchaço persistente tende a influenciar na chance de surgimento e piora do quadro de varizes.

Fatores de Risco

Sinta suas Pernas Leves Novamente.
Agende uma Consulta com o Especialista Vascular.

Somado à exposição ao sol, é recomendado se atentar aos fatores de risco desse tipo de condição vascular, que são capazes de influenciar no seu surgimento, tais como:

  • Alimentação inadequada;
  • Excesso de peso;
  • Gestação;
  • História de insuficiência venosa na família;
  • Idade avançada;
  • Imobilidade ou limitação dos movimentos;
  • Permanecer na mesma posição por muito tempo;
  • Sedentarismo;
  • Sexo feminino;
  • Tabagismo;
  • Uso de anticoncepcional.

Escolha do Tratamento

Além de ajudar na questão estética, o tratamento é essencial para diminuir os sintomas, se for o caso, e evitar as chances de possíveis complicações das varizes, tais como, hemorragia varicosa e varicoflebite.

Sendo aconselhável iniciar o quanto antes, a médica disponibiliza as opções após analisar individualmente o paciente, o que pode incluir abordagens seguras e minimamente invasivas, e até mesmo procedimentos cirúrgicos tradicionais.

Medidas de Prevenção

Alguns cuidados indicados pela profissional são capazes de influenciar nas chances de evitar o surgimento das varizes, tendo ou não relação com a exposição solar, como, por exemplo:

  • Adotar ou manter uma alimentação balanceada;
  • Elevar as pernas, especialmente no final do dia;
  • Evitar permanecer na mesma posição por um período prolongado;
  • Evitar tabagismo;
  • Fazer exercícios físicos regulares, especialmente de baixo impacto para auxiliar no bombeamento do sangue.
  • Incluir drenagem e massagem, que favorecem a circulação.
  • Tomar banho gelado ou mesmo fazer compressa de gelo;
  • Usar meias de compressão e medicamentos que melhoram o retorno sanguíneo.

Além disso, é fundamental atentar-se à data do tratamento para evitar o sol ou bronzeamento conforme o procedimento escolhido, passar o protetor solar devidamente e manter as consultas com a médica especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular, e os check-ups regulares para que tenha a chance de diagnosticar, tratar ou mesmo prevenir o quadro de Varizes, principalmente se está acostumado(a) com a Exposição ao Sol.

Mais informações sobre este assunto na Internet:
Sinta suas Pernas Leves Novamente.
Agende uma Consulta com o Especialista Vascular.