Dor Vascular nas Pernas. Ao apresentar dor nas pernas, o ideal é se consultar com uma médica especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular, porque pode ser um dos primeiros indícios e um dos mais comuns sintomas de doença vascular periférica, um conjunto de condições que afetam o sistema vascular, tendendo a provocar consequências graves à vida.

Origem da Dor Vascular nas Pernas

Normalmente, a dor nos membros inferiores pode ser um dos principais sintomas de uma deficiência que ocorre com o fluxo sanguíneo, afetando os vasos de sangue fora do coração e cérebro, e piorando com o tempo.

Além disso, outras regiões comumente acometidas são braços e pernas, o que tende a influenciar no surgimento de TVP (trombose venosa profunda), varizes e IVC (insuficiência venosa crônica).

Pessoas em estágios iniciais de doença vascular periférica, geralmente, percebem que suas pernas doem ou latejam ao andar, com a dor tendendo a desaparecer ao descansar, mas retornando ao ficar em pé ou andar.

Se não tratada adequadamente, essa doença progressiva pode gerar impactos na saúde e qualidade de vida do paciente, como a Isquemia Crítica de Membros, uma forma mais avançada da condição, que chega a bloquear totalmente o fluxo sanguíneo para as pernas.

E quando não é rapidamente restaurado, tende a acontecer a necrose, ou seja, a morte dos tecidos que ficaram sem o suprimento de sangue. Além disso, sem a intervenção e em casos extremos, pode haver necessidade de amputação dos membros.

Pernas Inchadas?
Agende uma Avaliação Vascular e Redefina seu Conforto.

Sendo assim, o termo periférico refere-se a qualquer parte do sistema circulatório que esteja fora do coração, sendo que é formado pelas veias e artérias responsáveis por transportar o sangue adequadamente.

Causas da Doença Vascular Periférica

O seu desenvolvimento pode ser orgânico ou funcional, sendo (a exemplo de inflamação ou acúmulo de placa) ou não resultado de danos ou defeito dos vasos sanguíneos, respectivamente.

Diante disso, as formas de DVP (doença vascular periférica) classificadas como funcionais são:

Fatores de Risco

Além das causas, os fatores de risco igualmente podem influenciar na possibilidade de uma pessoa ser acometida por uma doença vascular periférica, tais como:

  • Alcoolismo;
  • Anticoncepcionais por período prolongado;
  • Diabetes;
  • Dieta não saudável (ou seja, rica em gorduras e industrializados, por exemplo);
  • Estresse;
  • Excesso de peso ou obesidade;
  • Falta de exercícios regulares;
  • Histórico na família;
  • Idade avançada;
  • Níveis elevados de colesterol;
  • Permanecer por longo período de tempo na mesma posição;
  • Pressão alta;
  • Sedentarismo;
  • Tabagismo;
  • Varizes.

Sendo a maioria modificada por meio de alterações no estilo de vida e com cuidados médicos periódicos, reduzindo o risco de futuros problemas e diminuindo, possivelmente, o acúmulo de placas e o estreitamento das veias, reforçando a necessidade de manter as consultas regulares para check-ups.

Diagnóstico da Dor Vascular nas Pernas

O diagnóstico é feito com base no histórico médico e nos sintomas, começando pela dor e localização. Em caso de suspeita da doença vascular periférica, exames adicionais são solicitados, como a Ultrassonografia com Doppler, por exemplo.

Opções de Tratamento

Embora a medicação e as mudanças no estilo de vida ajudem diversos pacientes com doença vascular periférica, às vezes, não são suficientes para liberar os bloqueios. Se o fluxo de sangue para as pernas estiver limitado, um procedimento intervencionista (a ser indicado pela médica especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular após análise da saúde geral de cada pessoa) pode ser necessário para restaurá-lo.

Além disso, manter os acompanhamentos periódicos auxilia no tratamento adequado e na prevenção do surgimento de demais doenças vasculares que podem surgir com o tempo e sob influência de fatores de risco e demais situações.

Mais informações sobre este assunto na Internet:

Artigo Publicado em: 25 de dezembro de 2019 e Atualizado em: 30 de novembro de 2023

Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta de Hematologia.