Dor Vascular nas Pernas – Conheça a Doença Vascular Periférica – Quando uma pessoa é encaminhada para um cirurgião vascular, queixando-se de dor nas pernas, é importante olham mais de perto o caso e o que pode estar causando este sintoma. A dor nas pernas pode ser um dos primeiros e mais comuns sintomas de doença vascular periférica, uma variedade de condições que afetam o sistema vascular do corpo, geralmente no coração, cérebro e especialmente nas pernas, que podem ter consequências graves à vida.

Continue esta leitura e compreenda como a dor nas pernas é um importante sinal para verificar a saúde vascular.

Origem da Dor Vascular nas Pernas

Muitas vezes, a dor nas pernas é um dos principais sintomas de um endurecimento das artérias – condição chamada aterosclerose. A aterosclerose é causada por um acúmulo de depósitos de gordura, chamado placa de ateroma. A aterosclerose pode impedir que seus membros recebam o sangue oxigenado de que precisam. O fluxo sanguíneo bloqueado pode, então, desencadear a dor vascular nas pernas.

Pessoas com estágios iniciais de doença vascular periférica, muitas vezes percebem que suas pernas doem ou latejam ao andar. A dor pode desaparecer com o descanso, mas retorna na próxima vez que você ficar de pé ou andar.

Esta é uma doença progressiva e, se não for tratada, pode ter grande impacto na sua saúde e qualidade de vida. A forma mais avançada de doença vascular periférica, conhecida como Isquemia Crítica de Membros, pode bloquear completamente o fluxo sanguíneo para as pernas. Se não for rapidamente restaurado, pode haver necrose, ou seja a morte dos tecidos que ficaram sem o suprimento de sangue. Sem intervenção e em casos extremos, a amputação de membros pode ser necessária.

Pessoas com doença vascular periférica também podem desenvolver aterosclerose em outras partes do corpo, o que pode afetar o fluxo sanguíneo para o coração, cérebro ou pulmões, aumentando o risco de um ataque cardíaco, embolia pulmonar ou AVC.

Dor Vascular nas Pernas - Conheça a Doença Vascular Periférica

Fatores de Risco

A aterosclerose afeta muitas pessoas, principalmente os homens. Pode começar a partir dos 20 anos e aumenta à medida que a pessoa envelhece. As causas exatas são desconhecidas, mas vários fatores de risco podem acelerar a formação de depósitos de gordura nas artérias:

  • Fumar;
    • História familiar de doença vascular, angina, ataques cardíacos ou acidente vascular cerebral;
  • Excesso de peso;
    • Dieta não saudável;
  • Falta de exercício;
    • Diabetes;
  • Pressão alta;
    • Níveis elevados de colesterol;
  • Estresse.

Muitos desses fatores de risco podem ser abordados por meio de mudanças no estilo de vida e cuidados médicos regulares, reduzindo o risco de futuros problemas dolorosos e possivelmente diminuindo o acúmulo de placas e o estreitamento de suas veias.

Diagnóstico da Dor Vascular nas Pernas

O diagnóstico é feito com base no seu histórico médico e sintomas, começando com a dor e sua localização. Se suspeitarmos que a doença vascular periférica está envolvida, recorremos a exames adicionais, como a ultrassonografia com Doppler ou a angiografia, injetando corante para tornar visíveis suas artérias em radiografias.

Tratamentos

Embora a medicação e as mudanças no estilo de vida possam ajudar muitos pacientes com doença vascular periférica, eles nem sempre são suficientes para liberar as artérias bloqueadas. Se o fluxo sanguíneo para as pernas for severamente limitado, um procedimento intervencionista pode ser necessário para restaurar o fluxo sanguíneo saudável. Uma variedade de procedimentos minimamente invasivos pode ajudar nessa tarefa. Um procedimento comum para tratamento é a angioplastia.

A angioplastia pode ser realizada com segurança e eficácia em ambiente ambulatorial. Durante um procedimento de angioplastia, o seu especialista vascular introduz um cateter fino através dos vasos sanguíneos na artéria bloqueada. Um balão na ponta do cateter é inflado para achatar a placa construída contra a parede da artéria e melhorar o fluxo sanguíneo. Seu especialista vascular também pode colocar um stent para ajudar a manter a artéria aberta.

Se suas pernas costumam doer, você pode dizer a si mesmo que dores são parte natural do envelhecimento ou de um estilo de vida corrido.

Todos os anos, entretanto centenas de milhares de pessoas acabam na sala de emergência após um ataque cardíaco ou AVC. Muitos não tinham ideia de que estavam em risco de doença vascular periférica. Felizmente, o diagnóstico e o tratamento precoces podem ajudar a preservar sua saúde e limpar as artérias bloqueadas.

Não ignore seus sintomas. Procure um cirurgião vascular para uma avaliação e saber mais sobre seus fatores de risco e opções de tratamento. Dor Vascular nas Pernas – Conheça a Doença Vascular Periférica.