Varizes e Anticoncepcional. As varizes são causadas pela alta pressão sanguínea no interior das veias que acabam resultando em sintomas que podem atrapalhar o cotidiano do paciente. E apesar de afetar ambos os sexos, a predominância é no sexo feminino e o uso de anticoncepcional pode resultar em muitas dúvidas, como possibilidade de interferir e necessidade de ser monitorado, por exemplo.

Então, continue acompanhando este artigo para saber detalhes sobre o uso de Anticoncepcional por pacientes que sofrem de Varizes.

Relação Entre Varizes e Anticoncepcional

A pílula anticoncepcional oral, como também é conhecida, é utilizada como um meio eficaz de controlar a natalidade e para tratar diferentes condições médicas. E como outros medicamentos, pode ser associada a riscos.

Enquanto isso, as varizes são veias dilatadas, alongadas, tortuosas e nodosas presentes no sistema vascular, e devido às suas características, tendem a causar dor, inchaço e queimação.

E como alguns tipos de anticoncepcionais são compostos por hormônios que são capazes de reduzir a resistência das veias, os métodos contraceptivos costumam ser considerados fatores de risco por causa da sua fórmula.

Isso porque um dos componentes, o estrogênio, tem a capacidade de interferir na parede das veias e prejudicar a circulação sanguínea. Assim como a progesterona, que gera a dilatação das veias e impacta o fluxo de sangue, contribuindo para o avanço do quadro de varizes.

Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta de Hematologia.

Mas este tipo de situação pode acontecer com quem não faz uso desse medicamento, porque esses hormônios, que são produzidos naturalmente pelo corpo, quando são em quantidades maiores, acabam provocando um risco similar ao do uso de anticoncepcionais.

Mito ou Verdade?

Apesar da relação citada, tomar anticoncepcional não necessariamente causa varizes, mas é capaz de interferir e auxiliar na piora do quadro em algumas situações, tais como ser do sexo feminino, sedentário, estar grávida e ter aumento de peso e predisposição genética para essa condição.

Outro ponto que afasta esse tipo de preocupação associada à possibilidade de tomar anticoncepcional mesmo tendo varizes, que era comumente citada antigamente, é o fato de os comprimidos modernos terem fórmulas livres de estrogênio, apresentando efeitos colaterais reduzidos, incluindo em relação às chances do surgimento das varizes.

Consulta com o Especialista

Diante disso, o recomendado é: antes de tomar anticoncepcional, procure o(a) ginecologista para que ele(a) possa indicar a melhor opção dentre as que estão disponíveis no mercado.

Assim como o médico especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular deve ser consultado para acompanhar o seu caso de varizes independentemente de fazer uso ou não de anticoncepcional. Mas se tiver varizes ou for do grupo de risco, o acompanhamento periódico é fundamental para controle e evitar que haja aceleração do desenvolvimento do quadro.

Do mesmo modo que esse profissional ajuda a prevenir as varizes ou outras condições que são da sua área, nos casos de fatores de risco ou mesmo na confirmação do diagnóstico após o relato dos sintomas e a análise de resultados de exames solicitados.

Em seguida, ele consegue orientar, diante de cada quadro, se o uso deve ser suspenso ou continuado, por exemplo; e reforçar a prioridade por hábitos saudáveis, como ter uma alimentação balanceada, manter a hidratação, controlar o peso, a pressão e o índice glicêmico, entre outras recomendações que tendem a variar conforme cada paciente e seu quadro geral de saúde.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Pernas Inchadas?
Agende uma Avaliação Vascular e Redefina seu Conforto.