Muitas pessoas nunca sequer ouviram falar em Dímero D. No entanto, ele é um importante indicativo para que seu médico vascular avalie o risco da existência de condições como a trombose e o tromboembolismo pulmonar.

O exame de dímero D é especialmente indicado após grandes traumas, como por exemplo acidentes, pós cirúrgicos e até mesmo período gestacional onde os riscos de formação de coágulos são maiores. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre para que serve o exame de Dímero D.

O Dímero D

Dímero D é um marcador biológico presente na corrente sanguínea de uma pessoa que apresenta certa degradação de fibrina, proteína fibrosa que atua como primeira resposta a um tipo de ferimento, desenvolvendo um importante papel no processo de coagulação do sangue.

Com a redução de fibrina no organismo, pode-se notar alterações no processo de coagulação do paciente e consequentemente um aumento na quantidade de Dímero D circulando pelo corpo.

A Coagulação Sanguínea

Quando nosso organismo detecta algum sangramento derivado de traumas ou outros acontecimentos, uma espécie de efeito dominó natural começa a surgir a fim de parar a perda de sangue.

Todo esse processo é realizado por etapas, onde primeiro ocorre a ativação dos fatores de coagulação, responsáveis pela produção de um coágulo que firmará o sangue no local da lesão a fim de estancar o sangramento, até a fase de cicatrização do ferimento.

Exame de Dímero D

O exame de Dímero D é um procedimento realizado a partir de uma amostra sanguínea retirada do paciente a fim de identificar os níveis desse marcador no organismo. O valor de referência utilizado pelos laboratórios é de até 0,500 µd/mL que correspondem a 500 ng/mL.

Quando a correspondência desse número é maior do que aquela usada como referência, deve-se investigar a fundo as causas dessa alteração. Para isso, seu médico vascular de confiança pode solicitar outros exames como o hemograma, proteína C reativa e até mesmo marcadores de fígado.

O Que Aumenta o Dímero D

Existem diversas causas para que os níveis de Dímero D estejam fora dos padrões considerados aceitáveis, entre elas podemos citar:

Porque Fazer Exame de Dímero D

Esse exame é indicado para confirmar, ou não, a possibilidade do paciente desenvolver doenças vasculares como a trombose venosa profunda (TVP) e o tromboembolismo pulmonar, uma vez que durante esses quadros os níveis de Dímero D tendem a estar elevados.

Pessoas com maior propensão a desenvolver coágulos, como grávidas, pacientes que passaram por cirurgias e grandes traumas devem realizar o exame para verificar os níveis de marcador no organismo.

Com os resultados em mãos, seu médico angiologista poderá avaliar melhor o quadro e indicar medidas para que os níveis de fibrina voltem a subir e os de Dímero D caiam. Além disso, diversas condições podem ser evitadas ou tratadas precocemente. Não deixe de realizar seus check ups vasculares com frequência!

Mais Informações sobre este assunto na Internet: