Mitos e Fatos Sobre Varizes. Diante de tantas questões envolvendo as varizes – que são caracterizadas por veias dilatadas e tortuosas com alteração do fluxo de sangue em seu interior, podendo variar de tamanho de acordo com o estágio em que se encontram –, existem alguns Mitos e Fatos que podem ser explicados no decorrer deste artigo.

Mitos e Fatos Sobre as Varizes

Mitos

Um dos mitos envolve a questão da cura, que não existe. Isso porque devido aos fatos de a causa das varizes ter uma predisposição genética e tendência de piorar com a idade, não têm cura.

Outra frase que as pessoas tendem a reproduzir é “Usar salto alto produz varizes”. Porém, o sapato em questão costuma ter relação com outros problemas, como de coluna ou na panturrilha, logo, não é um fator determinante para o aparecimento desse tipo de condição.

A mesma afirmação igualmente pode ser associada como motivação do surgimento de varizes, porém, com a calça apertada. Apesar de as roupas apertadas serem consideradas uma contribuição para o surgimento das varizes, mas desde que sejam muito apertadas e usadas de forma contínua para que consigam impactar, no caso da calça, não há a identificação de tal influência.

Outro mito relacionado às varizes envolve a depilação com cera e independentemente de ser quente ou fria, igualmente não tem relação com a condição. Assim como o ato de manter as pernas cruzadas também não é o responsável por causar as varizes, porém, novamente, o motivo é associado a permanecer por muito tempo na mesma posição, assim como o sedentarismo.

A frase: “Evitar o tratamento, porque não resolve o problema das varizes” não é verdade. A questão é que ao realizar um procedimento cirúrgico, a veia é retirada e não volta. E, normalmente, ele é indicado para evitar que o quadro evolua, o que não impede que outra veia adoeça com o tempo, dando a impressão de que o tratamento não deu certo.

Sinta suas Pernas Leves Novamente.
Agende uma Consulta com o Especialista Vascular.

Utilizar cremes e medicamentos para tratar varizes igualmente não funciona, porque não possuem a capacidade de regenerar a veia doente ou fazer com que retorne ao seu tamanho original. Mas podem ser indicados para auxiliar no alívio dos sintomas, tais como dor e inchaço, visando o bem-estar do paciente.

“Vasinhos se transformam em varizes” também é outro mito, porque eles podem ser um indício de alguma doença vascular. E como já abordamos, as varizes atingem as veias mais profundas e que são responsáveis pelo retorno do sangue ao coração.

Outra frase que também é classificada como mito é “Musculação causa varizes”. Na verdade, a atividade física proporciona benefícios ao aparelho circulatório e, com o passar do tempo, as veias que ficam aparentes são consideradas saudáveis.

Fatos

Um dos fatos que se destaca envolve a pílula, que está relacionada aos hormônios femininos, que têm ligação com a integridade das veias. Outra verdade é que o ato de ficar em pé está associado ao aparecimento acelerado de varizes nas pessoas que possuem tendência à sua formação, mas o mesmo é válido para quem permanece sentado por um tempo prolongado.

Outra questão que está ligada às varizes é o calor, porque quando alguém fica exposto a altas temperaturas, os vasos dilatam, provocando mais inchaço, principalmente em quem já tem a condição. Assim como igualmente é fato que manter as pernas elevadas tende a ser uma das recomendações médicas gerais para facilitar a circulação sanguínea.

Mix de Mitos e Fatos

Porém, existem fatores que se encaixam nas duas categorias por dependerem da intensidade ou da forma como são inseridas na vida do paciente, como é o caso da musculação, que é considerada uma aliada, mas pode ter o efeito contrário ao ser feita em excesso.

Conforme mencionado brevemente, outro exemplo é ficar sentado, porque a associação é feita quando o indivíduo permanece por um período de tempo prolongado na mesma posição e não necessariamente está ligado ao fato de ficar em pé ou sentado por alguns minutos.

Assim como o ato de subir ou descer escadas não faz com que as varizes aumentem, mas essas ações ativam o retorno venoso, melhorando e reduzindo os sintomas de quem tem esse tipo de condição.

Sem contar que se submeter a um procedimento cirúrgico para remoção de varizes durante um dos períodos do ano que tendem a ser mais frios pode ser uma das orientações gerais, porque o paciente tem mais facilidade para evitar a exposição solar e esconder as marcas até sumirem.

Porém, não ajuda no processo de recuperação, que depende do repouso e das demais recomendações médicas para cada caso, como fazer uso ou não de meia elástica e conforme a prescrição específica, por exemplo.

Por isso, a orientação geral é fazer o check-up periódico e sempre consultar um médico especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular para que as dúvidas sejam sanadas, sobre Varizes ou não, e a condição devidamente confirmada ou descartada, assim como o seu tratamento.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta de Hematologia.