Sintomas desconfortáveis nas pernas, como dores e úlceras, podem ser os principais indicativos de Doença do Refluxo Venoso. A condição é conhecida pela falta ou anormalidade do retorno sanguíneo ao coração.

Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre a condição, seus sintomas e tratamentos disponíveis.

Doença do Refluxo Venoso

Conhecida também como insuficiência venosa crônica, a doença do refluxo venoso (DRV) é uma condição progressiva e tende a piorar com o passar do tempo, se não tratada adequadamente.

As artérias são responsáveis pelo transporte do sangue oxigenado ao longo do organismo, enquanto as veias distribuem o sangue desoxigenado (sem oxigênio) dos tecidos corporais de volta ao coração para um novo bombeamento e nova oxigenação.

Este processo depende do bom funcionamento das válvulas unilaterais localizadas nas veias. Quando danificadas, as válvulas não se fecham adequadamente, fazendo com que o sangue flua com a gravidade, o que causa refluxo e prejudica a circulação sanguínea, retendo o sangue principalmente na região das pernas.

Causas da DRV

As principais causas para o desenvolvimento do refluxo sanguíneo é a obstrução, danificação ou enfraquecimento das válvulas localizadas nas veias. Algumas condições que levam a quadros de DRV são:

  • Trombose venosa profunda;
  • Fraqueza nas paredes de veias;
  • Ausência congênita de válvulas nas veias;
  • Tumores ou crescimentos incomuns;
  • Bloqueios nas veias da virilha ou pelve;
  • Histórico de coágulos.

Algumas condições não relacionadas diretamente ao sistema circulatório também podem desencadear o refluxo sanguíneo, sendo elas:

Sintomas da DRV

Pacientes que apresentam quadros leves de refluxo podem não desenvolver sintomas, entretanto, podem se queixar de desconfortos provenientes do acúmulo de sangue na região dos membros inferiores.

Já aquelas pessoas que se enquadram em casos mais graves podem identificar diferentes níveis de dores e alterações em suas pernas, pés e tornozelos como:

  • Dor latejante ou queimação;
  • Cãibra muscular;
  • Sensação de peso nas pernas;
  • Inquietação;
  • Exaustão sem causa aparente;
  • Edemas e/ou inchaço;
  • Coceira;
  • Descoloração da pele;
  • Úlceras ou feridas na pele;
  • Cicatrizes;
  • Pele dura ou espessa;
  • Pele seca, áspera ou escamosa.

Veias varicosas, inchadas, descoloridas, distendidas ou torcidas também se enquadram nos sintomas de refluxo sanguíneo.

Como tratar a DRV

Após ser diagnosticada, geralmente com a ajuda de exames como o doppler, a condição poderá ser tratada com a ajuda do uso de meias de compressão, que aumentam a pressão e estimulam o fluxo sanguíneo.

É importante obter ajuda médica para descobrir qual tipo de meia de compressão é a ideal para a sua condição, uma vez que elas podem variar de acordo com o tipo de pressão necessária, indo da mais frouxa à mais apertada.

Algumas mudanças no estilo de vida também poderão auxiliar na melhora dos sintomas do paciente, algumas delas são:

  • Manter uma dieta equilibrada;
  • Manter o peso ideal;
  • Praticar exercícios físicos regularmente;
  • Evitar permanecer em pé por longos períodos de tempo;
  • Sempre que possível, eleve os pés acima das coxas ao sentar;
  • Sempre que possível, eleve os pés acima do coração ao deitar.

Em último caso, poderá ser recomendado algum tipo de intervenção cirúrgica como a remoção de veias, eletroterapia ou ablação. Converse com seu médico vascular de confiança para estabelecer o melhor método de tratamento no seu caso.

Mais Informações sobre este assunto na Internet: